Coordenador do projeto Cidade Limpa denuncia roupas doadas jogadas na natureza - Rádio MissioneiraRádio Missioneira
55.99986.2313 (55) 3352-4141

PREVISÃO DO TEMPO

São Luiz Gonzaga
19 de novembro de 2018
55.99986.2313 (55) 3352-4141

Coordenador do projeto Cidade Limpa denuncia roupas doadas jogadas na natureza

19 de novembro de 2018 l 17:27
Materia atualizada: 19/11/2018 l 17:27

Segundo Marcelo Gamarra, situação é recorrente





Compartilhe!

O projeto Cidade Limpa, coordenado pelo voluntário Marcelo Gamarra, por meio da página no Facebook, mostra realidades desconhecidas – e incomodas à comunidade. Um dos vídeos postados recentemente teve mais de 21 mil compartilhamentos e expõe um problema que ocorre todos os anos em São Luiz Gonzaga: o descarte de roupas doadas.

O vídeo de Marcelo mostra inúmeras peças jogadas em um terreno da vila Loureiro, no horto florestal.  O voluntário se posiciona contra a doação de roupas todos os anos às mesmas famílias, principalmente a campanha do agasalho. Ele mostra roupas em perfeito estado jogadas no chão.

Em entrevista ao programa Jornal da Manhã, Gamarra explicou que a situação se repete há anos. “Podem me criticar, mas é um absurdo o que acontece todo o ano. Estou monitorando há bastante tempo”, explicou. Ele acrescentou que além de descartarem as roupas, muitas famílias fazem queimadas com as peças. Marcelo critica as doações gratuitas anuais, e defende que seja cobrado um valor simbólico por peça. “Quem sabe assim valorizam”, destacou.

Material de obra

Outra situação recorrente que o coordenador falou na entrevista foi do descarte de resíduos de obras. Conforme Gamarra, é comum o descarte desse tipo de material, como tijolos e cimento, em locais inapropriados. “Fazem isso para não pagar o tira entulho, que dá destinação correta”, ressaltou. Ele pediu o apoio à comunidade para que não faça o descarte de nenhum tipo de material em locais não apropriados, principalmente na natureza.


Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados