logo-nova

Rádio Online

Clique e confira

(55) 3352-4141

Fale conosco!

Rua Júlio de Castilhos 2236, Centro, São Luiz Gonzaga, RS

Condições climáticas provocam déficit hídrico nas lavouras de soja

Compartilhe!

As últimas semanas foram de altas temperaturas em todo o território gaúcho. Em diversas regiões, houve variabilidade no volume de chuvas, que foram insuficientes na maioria das áreas, provocando sintomas de déficit hídrico nas lavouras de soja.

De acordo com o Informativo Conjuntural divulgado pela Emater/RS-Ascar nesta semana, as etapas de florescimento e de enchimento de grãos exigem chuvas para o bom desenvolvimento, para o aumento do índice de fecundação das flores e para a perfeita formação dos grãos. Nas áreas irrigadas e onde os volumes de chuva foram maiores, as lavouras se desenvolvem muito bem, apresentando adequado potencial produtivo.

Além da preocupação em relação ao clima, o preço em queda também deixa os produtores do Rio Grande do Sul em alerta, podendo comprometer tanto a produtividade das lavouras quanto a rentabilidade da atividade. O valor médio, de acordo com o levantamento semanal de preços realizado pela Emater no Estado, reduziu 1,94% quando comparado à semana anterior, passando de R$ 113,91 para R$ 111,70 a saca de 60 quilos.

Quanto ao manejo fitossanitário, segue intensa a atividade de aplicação de fungicidas, principalmente para a prevenção e controle da ferrugem-asiática. Os produtores estão preferindo aplicações de defensivos agrícolas no período da noite devido às condições meteorológicas de dias extremamente quentes e abafados nas manhãs e tardes.

FONTE: EMATER RS-ASCAR

IMPORTANTE: Não autorizamos a reprodução de conteúdo em outros sites, portais ou em mídia impressa, salvo sob autorização expressa.