Rádio Online

Clique e confira

(55) 3352-4141

Fale conosco!

Rua Júlio de Castilhos 2236, Centro, São Luiz Gonzaga, RS

Cinco envolvidos em assalto a banco de Porto Xavier são condenados

Compartilhe!

Penas dos réus vão de 42 a 128 anos de reclusão em regime inicial fechado

Cinco homens que participaram do assalto ao Banco do Brasil em Porto Xavier em abril de 2019, foram condenados a penas que vão de 42 a 128 anos de reclusão, em regime inicial fechado, conforme sentença assinada pela juíza Alice Alecrim Bechara, da Vara Judicial da Comarca local. O crime também resultou na morte de um policial militar.

A sentença fixa as maiores penas, de mais de 100 anos, a dois réus: Flávio Rogério Oliveira e Luciano Aguilar de Mattos. Ambos foram responsabilizados pela morte do policial militar Fabiano Heck Lunkes, baleado em ação de cerco aos envolvidos horas depois do ataque ao banco, em 24 de abril de 2019.

Os demais réus sentenciados foram Aleixo Gustavo Zelinski, Jair José Schmitz e Valderez da Silva Stark. Cerca de R$ 1,1 milhão foram roubados da agência, apontou a denúncia do Ministério Público Estadual.

Todos os réus, que tiveram as prisões preventivas mantidas, foram condenados por crimes de organização criminosa, receptação, porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, porte ilegal de arma de fogo de uso permitido, roubo majorado a agência bancária e de veículo e, exceto Schmitz, sete tentativas de latrocínio contra policias (civis e militares).

Outros três homens citados na denúncia foram absolvidos de todas as acusações.

As penas aplicadas foram:

Aleixo Gustavo Zelinski: 58 anos, oito meses e 10 dias de prisão;

Flávio Rogério Oliveira: 116 anos, 11 meses e 19 dias de prisão;

Jair José Schmitz: 36 anos, dois meses e dez dias, somados a mais seis anos e cinco meses de prisão;

Luciano Aguilar de Mattos: 128 anos e um dia de prisão;

Valderez da Silva Stark: 54 anos e três meses de prisão.

Fonte: Giovani Gafforelli/Rádio Guaíba

IMPORTANTE: Não autorizamos a reprodução de conteúdo em outros sites, portais ou em mídia impressa, salvo sob autorização expressa.