logo-nova

Rádio Online

Clique e confira

(55) 3352-4141

Fale conosco!

Rua Júlio de Castilhos 2236, Centro, São Luiz Gonzaga, RS

Chuvas intensas geram danos e prejuízos às safras no Rio Grande do Sul

Compartilhe!

As chuvas volumosas que atingiram boa parte do Rio Grande do Sul nos últimos dias causaram danos em algumas lavouras de trigo que estão nas fases de floração e início da formação dos grãos, principalmente devido ao acamamento em certas áreas e à queda de flores das plantas.

De acordo com o Informativo Conjuntural, divulgado na quarta-feira (6) pela Emater/RS-Ascar, vinculada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR), a extensão dos danos e o possível impacto na produtividade ainda não puderam ser avaliados com precisão, sendo necessária a melhoria das condições ambientais para aguardar a reação das lavouras após o fenômeno climático, o que permitirá a realização de vistorias de avaliação.

No momento, a principal fase reprodutiva do trigo é a floração, que alcança 49% dos cultivos. Parte das lavouras, localizadas a Noroeste do Estado, evoluiu para maturação. A área cultivada na Safra 2023 está estimada em 1.505.704 hectares, e a produtividade prevista é de 3.021 kg/ha.

Para o diretor técnico da Emater/RS, Claudinei Baldissera, o mais importante neste momento é salvar vidas.

“Há muitas pessoas para serem atendidas e socorridas e essa é a prioridade. Só depois vamos contabilizar as perdas na agricultura e na pecuária, já que muitos rebanhos também estão sofrendo com os alagamentos provocados pelas enxurradas”, avalia.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Emater

IMPORTANTE: Não autorizamos a reprodução de conteúdo em outros sites, portais ou em mídia impressa, salvo sob autorização expressa.