Chama Crioula de São Luiz Gonzaga será gerada no Sítio Arqueológico de São Lourenço

Compartilhe!

Fogo que celebra os festejos da Semana Farroupilha será aceso de forma inédita diante das ruínas. Cavalgada irá traze-lo para a cidade

Pela primeira vez na história, a Cerimônia de Geração da Chama Crioula dos Festejos Farroupilhas de São Luiz Gonzaga será realizada no Sítio Arqueológico de São Lourenço Mártir. A informação foi confirmada pela comissão organizadora dos eventos na noite de quarta-feira (25).

O ato ocorre no dia 7 de setembro, a partir das 9h, dentro da área onde estão as ruínas da antiga redução jesuítico-guarani de São Lourenço Mártir, fundada no final dos anos 1600 e tombadas, desde os anos 1970, como Patrimônio Nacional. A cerimônia obteve autorização do Instituto Nacional do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), algo avaliado como “raro” pela secretária de Cultura e Turismo de São Luiz Gonzaga, Luiza Caterine Panegalli.

Um grupo de cavalarianos, juntamente com autoridades e as quatro “Anitas” do município, será o responsável pela geração e translado da Chama Crioula do Distrito de São Lourenço das Missões até a cidade de São Luiz Gonzaga. Durante o trajeto, haverá uma parada para almoço na comunidade da Laranja Azeda. A Chama da Semana Farroupilha ficará exposta durante o dia na Praça da Matriz, a fim de que cada entidade tradicionalista possa buscar a centelha do fogo. Após, a Chama será transferida aos cuidados do 14º Batalhão de Polícia Militar.

Rádio Missioneira