Cerimônia de Jubilação do Pastor Albino Siqueira da Costa marcou também a posse de seu sucessor na Igreja Assembleia de Deus

Concorrida cerimônia religiosa teve lugar quinta-feira a noite na Igreja Evangélica Assembleia de Deus, nesta cidade. Dois fatos foram marcantes, jubilação do Pastor Albino Siqueira da Costa, após 43 anos de atividade religiosa, sendo 15 como presidente da Igreja em São Luiz Gonzaga e a posse de seu sucessor, Josiel Martins da Costa, que ocupava o posto de vice-presidente da Assembleia de Deus neste município.

Estavam presentes, além do Pastor Ubiratan Batista Job, Presidente da Convenção Regional Sul da Igreja Assembléia de Deus e 1٥ vice-presidente da Convenção Geral das Assembléias de Deus do Brasil, pastores que comandam essa Igreja em vários municípios do Estado e inclusive da direção da Assembleia de Deus no Paraguai.

A Igreja, localizada na Rua 1º de Março, 2460, quadra situada entre as ruas 13 de Maio e Salvador Pinheiro Machado, no centro da cidade, estava com sua lotação máxima.
O prefeito Junaro Figueiredo e o vice-prefeito Mário Trindade, o vereador Clóvis Henrich da Veiga, representando a Câmara de Vereadores e o vereador Enderson Rocha de Morais, estavam presentes, representando a comunidade local.
Coube ao pastor Josiel Martins da Costa, ainda na condição de vice-presidente da Igreja Assembleia de Deus em São Luiz Gonzaga, abrir a cerimônia, que foi marcada pelo canto coletivo de vários hinos. Em seguida, nomeou, com o auxilio de sua memória, a presença de todos os pastores de outras cidades, que estavam presentes naquele ato.

O pastor presidente da Igreja na Região Sul do Brasil, Ubiratan Batista Job, assumiu então o comando da cerimônia, o que fez com pronunciamento motivador, lembrando os 90 anos da Assembleia de Deus no Rio Grande do Sul e 81 anos em São Luiz Gonzaga, salientando a família Holsbach de Souza, no ato representada por Moisés Holsbach de Souza, que lançou os alicerces dessa entidade religiosa aqui. São Luiz já teve seis pastores presidindo a Igreja Assembleia de Deus em São Luiz Gonzaga e Josiel Martins da Costa é o sétimo a assumir esse posto honroso, mas também de muitas responsabilidades, porque administrará uma organização que além da Igreja situada no centro da cidade, tem uma estrutura de 42 igrejas nos bairros e vilas da cidade e no interior do Município, que além de ponto de oração é também a sede das comunidades de Assembleia de Deus em São Luiz.

O prefeito Junaro Figueiredo e o representante da Câmara Municipal, vereador Clóvis Henrich da Veiga, usaram da palavra, para saudar o pastor jubilado Albino Siqueira da Costa e o seu sucessor no comando da Igreja em São Luiz, Josiel Martins da Costa. Também usaram da palavra vários pastores de cidades vizinhas e dirigentes da Igreja no Estado, todos exaltando a caminhada de Albino Siqueira da Costa, que em 43 anos atuando na Igreja, deixa uma grande obra, que em São Luiz será administrada pelo seu filho e sucessor, Josiel Martins da Costa.

Em sua palavra, Albino Siqueira da Costa recordou sua trajetória na Igreja, iniciada no Paraná, onde era agricultor. Sentiu o chamado de Deus e fez a opção pela Igreja, passando por diversos municípios, entre os quais Três de Maio, Carazinho e Santiago, onde deixou sinais de sua passagem, Em São Luiz há 15 anos, aqui desejou fazer sua residência definitiva, salientando que o ato de jubilação não significa encerrar o seu trabalho religioso, que agora será dirigido para ações de Missão. Na abertura de sua fala, Albino cantou com o público um hino que comoveu todos os presentes.

Albino Siqueira da Costa recebeu várias homenagens, na forma de placas, entregues durante a cerimônia de passagem do cargo de pastor presidente.

A posse de Josiel Martins da Costa foi conduzida pelo Pastor Ubiratan, Presidente da Igreja na região Sul. Josiel chamou sua esposa e filhos e, todos ajoelhados, oraram até as lágrimas, enquanto o condutor da solenidade pronunciava palavras de acolhimento. Passado aquele momento de reflexão, Josiel assumiu o cargo de Pastor Presidente, agradecendo ao seu antecessor pelo legado que deixa à Igreja de São Luiz Gonzaga, quando assumiu um compromisso: “Vamos fazer a obra de Deus incansavelmente”.