logo-nova

Rádio Online

Clique e confira

(55) 3352-4141

Fale conosco!

Rua Júlio de Castilhos 2236, Centro, São Luiz Gonzaga, RS

Centenas de caminhoneiros brasileiros seguem isolados na Cordilheira dos Andes

Compartilhe!

Caminhões  estão presos ou retidos pelas sucessivas tempestades de neve entre Argentina e Chile

As sucessivas nevascas que atingem a fronteira entre Argentina e Chile desde sábado impedem o trânsito de turistas e de centenas de caminhoneiros brasileiros, que já projetam perdas por conta da paralisação. A informação foi apurada pelo jornal Correio do Povo e é manchete de capa da edição da publicação nesta sexta-feira.

A Federação dos Caminhoneiros Autônomos do Rio Grande do Sul (Fecam-RS) afirma que 500 caminhões seguem presos na região em consequência da neve. E o cenário deve piorar, uma vez que a previsão do Serviço Meteorológico Nacional da Argentina (SMN) aponta que as nevascas serão frequentes nos próximos dias em grande parte da Cordilheira dos Andes.

Emoção marca o resgate | Foto: reprodução/MetSul

Conforme Pedro Paulo da Rosa Dutra, diretor da Fecam-RS, cidades fronteiriças, como Foz do Iguaçu (PR) e São Borja (RS), também relatam impacto da paralisação nas rodovias. “A carga para o Chile não está indo, não está sendo nem executada, porque não adianta botar as cargas em cima dos caminhões para ficarem parados no trajeto”, frisa.

Segundo Dutra, centenas de caminhoneiros seguem presos na região atingida pela nevasca. “Deve ter na fronteira entre os que estão paralisados dentro do problema em si, no local da nevasca, 300 caminhões. E fora deve ter mais uns 500. Tudo do Brasil”, observa, acrescentando que em média, por dia, cerca de 400 caminhões partem do Brasil em direção ao Chile. “Tem muita gente que está recolhida em quartéis”, frisa.

Desde o fim de semana passado, o socorro chega pelas mãos do Exército chileno, que resgatou centenas de caminhoneiros. A operação segue.

Foto: reprodução/MetSul

Fonte: MetSul Meteorologia 

IMPORTANTE: Não autorizamos a reprodução de conteúdo em outros sites, portais ou em mídia impressa, salvo sob autorização expressa.