Avanço na testagem de COVID-19 em São Luiz Gonzaga – novos protocolos e metodologias 

São Luiz Gonzaga baseia as estratégias de vigilância e controle ao atendimento e combate a doença ocasionada pelo Coronavírus 19, conforme as determinações da nota informativa COE-RS/SES-RS, de 17 de setembro de 2020.

A nota prevê a implantação gradativa do projeto Testar/RS. O projeto propõe a testagem por exame laboratorial, denominado RT-PCR. O exame detecta o RNA do vírus presente no trato respiratório superior. A coleta é realizada na Secretaria de Saúde ou no domicílio do paciente com sintomas de síndrome gripal.

Atualmente, de acordo com a autorização do Governo do Estado, o município realiza a testagem em Instituição de Longa Permanência; trabalhadores de saúde que atendem pacientes com síndrome gripal e síndrome respiratória aguda grave (SRAG); pessoas com SRAG internadas em unidades hospitalares; pessoas com mais de 50 anos; trabalhadores do transporte de carga, administração penitenciária, segurança pública, assistência social, sistema de garantia de direitos da criança e adolescente; doadores de centrais de transplantes; gestantes e puérperas.

O município já organizou o serviço e aguarda a autorização da Central de Triagem Regional do TESTAR/RS para iniciar uma nova etapa do projeto, com a coleta do exame RT-PCR de todos os casos sintomáticos que procurarem atendimento no ambulatório de infecção respiratório ou no hospital.

A nota também informa que a testagem por Teste Rápido (TR) aplica-se aos municípios que ainda dispõem deste insumo ou possuem recursos próprios para realização dos testes. Não há previsão de novas remessas e distribuição de testes rápidos por parte do Ministério da Saúde e da Secretaria Estadual de Saúde.

São Luiz Gonzaga optou por também continuar a testagem com teste rápido realizada por técnicos habilitados da Secretaria de Saúde, obedecendo à orientação da Secretaria Estadual de Saúde que prevê a testagem a partir do 10ª dia, preferencialmente no 14ª dia.

Durante o mês de setembro, foram realizados pela secretaria 554 testes rápidos, sendo que 44 pessoas testaram positivo e 510 testaram negativo. Os exames RT-PCR foram coletados em 89 pacientes sendo que em 12 pessoas foi detectado o vírus no trato respiratório e em 77 pessoas não foi detectado. Todas as pessoas com sintomas de síndrome gripal e seus contatos que procuraram o ambulatório de infecção respiratória realizaram algum tipo de teste.