Assessor jurídico da Farsul avalia os resultados da 44ª Expointer

Compartilhe!

“Foi a Expointer possível de ser realizada, dentro da situação atual”, disse

O assessor jurídico da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul), Luís Fernando Cavalheiro Pires, avaliou como extremamente positivos os resultados obtidos pela Expointer em sua 44ª edição. Em entrevista ao programa Jornal da Manhã na Missioneira FM 94.9 na terça-feira (14), Luís Fernando frisou que “foi a Expointer possível de ser realizada, dentro da situação atual”.

Para Cavalheiro Pires, a maior feira agropecuária da América Latina deixou evidente o quanto o agronegócio saiu fortalecido do cenário da pandemia, já que foi um dos poucos setores da sociedade que não parou, garantindo o alimento na mesa dos brasileiros e também da humanidade.

A Expointer, conforme Luís Fernando, mostrou que a cada safra a produtividade das lavouras gaúchas aumenta, bem como o avanço da tecnologia empregada na produção de grãos, que caminha a passos largos.

O assessor jurídico da Farsul afirma, por fim, que os maiores entraves na expansão do agronegócio brasileiro, em sua visão, dizem respeito às burocracias das questões ambientes, que acabam distorcendo muitas intepretações de leis, sobretudo as que são referentes à armazenagem de água para irrigação e a imagem do agronegócio fora do país, que precisa ser consolidada como a que respeita as leis e preserva o meio ambiente.

Rádio Missioneira