Apae de São Luiz Gonzaga inaugura homenagem a Ananias Tadeu

Compartilhe!

São-luizense portador de deficiência múltipla faleceu em 1972, aos 20 anos. Placa em sua memória foi descerrada

A Escola Especial Ananias Tadeu (Apae) de São Luiz Gonzaga realizou na tarde desta sexta-feira (27) a solenidade de descerramento da placa em homenagem a Ananias Tadeu. O ato estava inserida na programação da escola referente à Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, campanha essa desenvolvida de 21 a 28 de agosto de pela Federação Nacional das Apaes desde 1963.

Participaram do ato, entre outras pessoas, o presidente da Apae de São Luiz Gonzaga, Waldomiro Chagas; a diretora pedagógica Lessânia Brondani Lopes; a secretária municipal de Educação, Mariza Klein Ditz e familiares do homenageado. Coube às primas de Ananias, Avani Mayer e Emília Tauer, descerrar a placa de homenagem.

Familiares participaram da solenidade | Foto: Rádio Missioneira

 

A HISTÓRIA

Ananias Garcia do Amaral nasceu em 2 de maio de 1952, filho de Áurea Garcia e Odorico Amaral. Foi um jovem são-luizense portador de deficiência múltipla conhecido na comunidade, alegre e que gostava de interagir. Segundo a família, um problema durante o parto ocasionou as deficiências. Sua expectativa de vida não era alta e em 17 de julho de 1972, aos 20 anos de idade, faleceu.

No momento em que a escola especial foi fundada, em 11 de abril de 1977, recebeu o nome de Ananias Tadeu em sua homenagem. Seus pais foram presentes e participativos. Buscaram a reabilitação do seu filho desde muito cedo, procurando melhorar sua qualidade de vida. A família de Ananias foi um exemplo de inclusão e participação social.

Pesquisa histórica precisou ser feita para elaboração da placa | Foto: Rádio Missioneira

 

Rádio Missioneira