Aeroporto de São Luiz Gonzaga deverá ser reestruturado, após expansão do frigorífico

Compartilhe!

Com o anúncio oficial de que a o Grupo Estrela Alimentos investirá R$ 200 milhões na expansão da sua planta industrial na unidade frigorífica de São Luiz Gonzaga, as atenções voltam-se a uma antiga demanda de infraestrutura local e também solicitada pelo empresário Etivaldo Vadão Gomes, proprietário do grupo paulista: a pavimentação da pista do Aeroporto de São Luiz Gonzaga.

Em entrevista ao programa Jornal da Manhã na Missioneira FM 94.9 nesta quinta-feira (18) o deputado federal Jerônimo Goergen (Progressistas) informou que há cerca de dois anos o projeto de uma nova pista para o aeroporto local já vem sendo discutida com o prefeito Sidney Brondani. O deputado salientou que na quarta-feira (17) esteve conversando com o prefeito a respeito do andamento do novo esboço da planta.

Jerônimo ressalta que também dialogou com o empresário Vadão, na qual novamente reforçou a importância para a empresa em ter uma pista com boas condições em São Luiz Gonzaga, visando a agilidade na logística e focando em atrair mais investimentos. Atualmente, os diretores da Grupo Estrela, como sede no interior de São Paulo, necessitam pousar no Aeroporto Regional de Santo Ângelo e se deslocar via terrestre até São Luiz Gonzaga.

O deputado também avalia que a construção de uma pista pavimentada, em substituição a de grama atualmente existente, beneficiaria não somente a indústria frigorífica, mas oportunizaria benefícios para toda a microrregião. “São Borja possui um aeroporto de pequeno porte e já possui voos da Azul para Porto Alegre, o que pode ocorrer também em São Luiz Gonzaga”, considera o parlamentar.

Jerônimo Goergen informa que neste ano será retomada a atualização do projeto, para reavaliação da planta estipulada. O deputado considera que o investimento de aproximadamente R$ 4 milhões já tornaria a pista adequada. A expectativa é de que até 2022 as obras já podem ser iniciadas. “Devido a pandemia, priorizou-se outras demandas no município, mas essa não pode ser esquecida, pois a pavimentação do aeroporto permitirá a instalação de novas empresas na cidade”, finalizou o deputado.

Rádio Missioneira