30 anos depois, Coopatrigo retorna a Roque

Compartilhe!
  • 291
    Shares

Com uma capacidade para receber cerca de 280 mil sacas de grãos, reinaugurou nesta sexta-feira, 14, a unidade de recebimento de grãos e comercialização de insumos da Coopatrigo, em Roque Gonzales, a 24ª da empresa.

A estrutura servirá também de apoio para as moegas de recebimento das unidades do Rincão Vermelho, São Nicolau, Dezesseis de Novembro e Pirapó que não dispõem de capacidade necessária para o armazenamento das produções nessas comunidades.

A história da Coopatrigo registra que em 1976 a empresa se instalou pela primeira vez em Roque Gonzales, construindo um estrutura para recebimento de grãos que foi mantida até o ano de 1988, quando foi repassada para a Cotrijui. Passados 30 anos, a empresa retorna ao mesmo local onde iniciou as atividades. Nesse período, no entanto, manteve uma unidade no Rincão Vermelho.

Autoridades e equipe de funcionários locais

Para esse recomeço uma equipe composta por 12 funcionários foi contratada para trabalhar no recebimento de grãos, escritório e loja de insumos. O roquegonzalense Jaime Ledur será o gerente da unidade local. Em seu pronunciamento, Ledur destacou que a empresa foi muito bem recebida de volta à comunidade. Lembrou que à época da primeira instalação, o trigo era largamente produzido, lotando, somente com esse produto, os armazéns da cooperativa.

Gerente Jaime Ledur falando ao público

O prefeito João Hass destacou a geração de empregos com a volta da unidade ao município e comparou a estrutura existente há 30 anos, com a atual. Iniciou seu discurso declamando uma poesia feita especialmente para o regresso da cooperativa ao seu antigo endereço (veja a poesia, no final desta matéria)

O presidente Ivo de Souza Batista lembrou das dificuldades pelas quais a cooperativa passou em determinada época, para hoje ser uma das maiores empresas do estado. “Eramos uma das piores, em 1998, para nos tornar uma das melhores em 2018”, disse.

 

Presidente Ivo de Souza Batista

O ato de reinauguração contou com a presença de várias lideranças locais, tais como da Câmara de Vereadores, Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Brigada Militar, além de representantes do Sicredi, Cresol e secretários municipais.

Parte do público presente

Por parte da Coopatrigo, dezenas de funcionários da mesma, lotados na regional, se fizeram presentes.

Padre Luiz Schütz em benção à unidade

Em entrevista, após a inauguração, o presidente Ivo fala desse recomeço em Roque Gonzales e revela uma preocupação quanto aos licenciamentos ambientais (confira o áudio da entrevista)

A POESIA DO PREFEITO

Regresso

Invocando a proteção
Saúdo as autoridades
Meu povo, desta cidade
E a todos os demais presentes
É claro, todos contentes
Pela grande reconquista
Reverencio Ivo de Souza Batista
O Guru dos presidentes.

Lá pelos anos setenta
Aqui começou uma história
Foram alguns anos de glória
Estou relatando a verdade
Dos fatos, sobraram saudades
De um tempo tão comovente
Com a cooperativa presente
No seio da sociedade.

Naqueles tempos parceiros
Tudo era mais discreto
Não tinha plantio direto
Não havia transgenia
E a tal de tecnologia
Muito menos avançada
Glifosato era a marca de enxada
E a benzedura, resolvia.

Os anos foram passando
As dificuldades, surgindo
O patrimônio foi indo
Parando nas mãos de outros
Mas, com esperança, e aos poucos
Depois de anos de espera
Retoma-se a velha tapera
Com a guaiaca recheada dos trocos.

O momento é diferente
Retoma-se a parceria
É perfeita a fotografia
Fina flor de unidade
Devolve-se a felicidade
E a alegria prá esse povo
Coopatrigo aqui de novo
Pro bem da comunidade.

Concluo aqui, dizendo
O que todo o povo queria
Obrigado diretoria
E Conselho de Administração
Nos devolvem uma estrutura padrão
Num ato tão comovente
Aos colaboradores e ao gerente
Boa sorte, lhes desejamos
Do fundo do coração!

Prefeito João Haas saudou a volta da cooperativa com uma poesia

Autor: Renê Leal
Fonte: Rádio Missioneira