14º BPM conclui a primeira etapa de vacinação de todos os policiais militares contra a covid-19

Compartilhe!

Batalhão chegou a registrar surto da doença recentemente. Profissionais atuam diretamente em ações de controle à pandemia

Todos os policiais militares do efetivo do 14º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de São Luiz Gonzaga já estão imunizados com a primeira dose da vacina contra a covid-19. A informação foi confirmada pelo comandante do 14º BPM, major Eduardo Brum, em entrevista ao programa Jornal da Manhã na Missioneira FM 94.9 nesta quarta-feira (7).

Segundo Brum, a vacinação dos profissionais foi concluída na manhã de terça-feira (6). Equipes da Secretaria Municipal de Saúde se deslocaram até o batalhão para realizar a imunização, a fim de evitar possíveis contaminações no processo.

O comandante ressalta no entre o final de fevereiro e início de março deste ano, o 14º BPM registrou um surto da doença, o que impactou no escalonamento dos profissionais. “Mesmo com a adversidade, a situação foi controlada”, informa Brum. Ele considera que a imunização oportunizará uma proteção aos policiais e uma segurança para que possam seguir o trabalho nesta pandemia.

“Em nenhum momento pudemos realizar diminuição no número de atendimentos, inclusive foi o contrário, com registro de aumento de ocorrências”, considera o comandante. Para Brum, os atendimentos a pessoas contaminadas pelo vírus que não cumprem isolamento representam um risco aos policiais. 

O major ressalta também que só em 2021 o 14º BPM já teve um incremento de oito policias militares no efetivo. “Parece pouco, mas é muito significativo esse número”, avalia Brum. Ele comenta que o patrulhamento rural está sendo intensificado na região, especialmente em municípios onde a batalhão não pode atuar 24 horas por dia.

Por fim, citando a operação contra o contrabando de cigarros executada pela Brigada Militar na madrugada de terça-feira (6) em São Luiz Gonzaga, o comandante salienta que a ação se deu através de informação repassada pelo 1º Batalhão da Polícia Rodoviária Estadual de que indivíduos que estavam praticando o crime se deslocavam pela região. A BM montou uma barreira na cabeceira da ponte do Rio Ijuí, na ERS 168 e os procedimentos devidos foram tomados. “Lamentos que tenha ocorrido o evento de morte, mas frisamos que estamos com nossos policiais à salvos”, conclui o major Brum.

Rádio Missioneira