Região começa a investir na produção de frutas; abacaxis, bananas e laranjas já são realidade - Rádio Missioneira - São Luiz Gonzaga - RS
55.99986.2313 (55) 3352-4141

PREVISÃO DO TEMPO

São Luiz Gonzaga
5 de agosto de 2018
55.99986.2313 (55) 3352-4141

Região começa a investir na produção de frutas; abacaxis, bananas e laranjas já são realidade

5 de agosto de 2018 l 05:08
Materia atualizada: 05/08/2018 l 05:08




Compartilhe!

Municípios das Missões, conhecidos pela produção de grãos,
apostam cada vez mais na fruticultura. Cidades como Dezesseis de Novembro e
Porto Xavier começam a produzir vários tipos de frutas, não só para consumo
familiar, mas também para venda.

Conforme o agrônomo regional da Emater, Gilmar Vione, as
culturas são boas alternativas para agricultores familiares, que nem sempre
possuem condições financeiras de produzir grãos, como soja e milho. A entidade
oferece assistência técnica e incentiva a fruticultura.

Em Porto Xavier, por exemplo, o município soma mais de uma
dezena de hectares com frutas. São oito hectares com abacaxi, dois com banana,
16 com laranja e 12 com melancias, além de moranguinhos.

Vione destaca que muitas pessoas desconhecem esse potencial regional. “A região pode ter grande potencial para a produção de frutas como o morango e
o melão, além de hortaliças”, disse em entrevista à Rádio Missioneira.

Em geral, essas culturas não se adaptam ao frio, mas o
problema é resolvido com o plantio sazonal. A Emater também prioriza técnicas
que dispensam o uso de produtos químicos. “Usamos tratamentos ecológicos para
uma produção limpa, sem resíduos”, argumentou.

Na cidade de Dezesseis de Novembro, uma propriedade do
interior já trabalha com pomares de críticos. Existe outra interessada na
produção, com perspectiva de vendas futuras. Na mesma cidade começam a surgir
parreiras com uvas de mesa, também com objetivo de serem comercializadas na
região. Em Garruchos e Santo Antônio das Missões, com solos de campo, se
destaca a produção de noz pecã. São 35 e 80 hectares, respectivamente.

Ainda segundo o agrônomo, a produção regional de frutas só
tem vantagens para os consumidores. “As frutas que vem de outras regiões muitas
vezes são colhidas um pouco verdes para a viagem”, conta. “Ao ter produção
local, a fruta é mais colorida, saborosa e saudável”, ressalta o profissional.

Ele ainda avalia que todos os municípios das Missões são
grandes consumidores. “Na greve dos caminhoneiros, por exemplo, foi uma das
primeiras coisas que faltou. Um mercado regional pode suprir essa demanda”,
acrescentou. Agricultores interessados na fruticultura podem procurar os escritórios
da Emater em cada cidade.


Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados