Beccon e Fabinho comentam sobre futuro da AGSL nos próximos jogos - Rádio Missioneira - São Luiz Gonzaga - RS
55.99986.2313 (55) 3352-4141

PREVISÃO DO TEMPO

São Luiz Gonzaga
2 de outubro de 2014
55.99986.2313 (55) 3352-4141

Beccon e Fabinho comentam sobre futuro da AGSL nos próximos jogos

2 de outubro de 2014 l 14:19
Materia atualizada: 02/10/2014 l 14:19




Compartilhe!

Na noite de ontem (quarta-feira) a AGSL perdeu mais um jogo em casa pela Copa Lupcínio Rodrigues, dessa vez para a ALAF de Lajeado, e o tombo foi grande: 7×1 para o adversário, que jogou em cima dos erros do time de São Luiz e voltou pra casa com mais três pontos.

Enquanto a maioria dos times segue subindo, a AGSL permanece em sétimo lugar, mas o time missioneiro ainda tem mais três jogos pela frente, porém, todos fora: em Sananduva, neste próximo sábado, dia 4, em Cachoeirinha, na sexta, dia 10, e em Bento Gonçalves, no sábado dia 11.

Opinião

Após a derrota em casa, o capitão Fabinho e o técnico Jeferson Beccon falaram à reportagem da Rádio Missioneira sobre a situação do time na Copa Lupcínio Rodrigues. Para o técnico Jéferson Beccon, a AGSL encontra-se em uma situação que só pode ser revertida pelo próprio time, sendo que talvez o problema seja uma mudança na postura do time quando vai encarar os adversários.

Segundo o técnico, a equipe deve ter o mesmo foco e postura independente do adversário que vai enfrentar, seja ele do nível de Liga Nacional como outros do mesmo nível da AGSL, como no caso da ALAF. Para o próximo jogo, sábado, em Sananduva, Beccon ressalta que é fundamental que o time não leve o peso da derrota para dentro da quadra do ginásio de Sananduva, ou sequer comece a pensar nos problemas enfrentados ontem enquanto estiver diante da ADS.

Fabinho lamentou o resultado em casa contra a ALAF, ainda mais pelos dois jogos que a AGSL fez contra a Assoeva, onde foi eliminada nas quartas de final da Série Ouro, mas em partidas muito disputadas (0x0 em São Luiz e 2×1 em Venâncio Aires).

Em sua trajetória de oito anos defendendo a camisa da AGSL, Fabinho disse que a equipe já passou por situações complicadas antes e que, no começo dos trabalhos visando o jogo deste sábado em Sananduva, o elenco vai ter que conversar e botar as cobranças em dia e ver o que está errado, pois vontade e determinação foram coisas que nunca faltaram.
 


Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados