Felipão deve anunciar saída nesta segunda-feira

O contrato de Felipão com a CBF terminou no domingo e não deverá ser renovado. O anúncio da saída dele pode ser feito nesta segunda-feira. A derrota vexatória para a Alemanha, por 7 a 1, nas semifinais da Copa do Mundo, e o outro revés em seguida, na disputa pelo terceiro lugar, por 3 a 0, para a Holanda, decretaram a queda do comandante da Seleção.

A nova era Felipão começou em 2013, um pouco antes da Copa das Confederações, quando conquistou o título contra a Espanha, vencendo por 3 a 0 no Maracanã.  Foram 29 jogos no comando da Seleção, com 19 vitórias, seis empates e quatro derrotas. Na Copa do Mundo deste ano, foram sete jogos, com duas derrotas, três vitórias e dois empates.

Após a derrota para a Holanda no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, na coletiva de imprensa, Felipão entregou o cargo para a Confederação Brasileira de Futebol (CBF). “Nós (comissão técnica) combinamos de entregar o cargo ganhando ou perdendo. É isso que vamos fazer. Vou entregar o relatório e o cargo. Quem tem que decidir é o presidente”, disse Felipão. Ao contrário do que se imaginava, ele não anunciou a saída.

A notícia sobre a saída do técnico foi divulgada no início da madrugada de hoje pela TV Globo. Segundo a emissora, a CBF aceitou o pedido de Felipão e confirmou a demissão de Luiz Felipe Scolari, Carlos Alberto Parreira e de toda a comissão técnica que trabalhou na Copa do Mundo. A CBF deverá oficializar a queda do treinador nesta segunda-feira. No momento, o nome mais cotado para substituí-lo é o de Tite, que fez ótimo trabalho no Corinthians recentemente.