Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio: terapeuta explica sinais de alerta e como buscar ajuda - Rádio MissioneiraRádio Missioneira
55.99986.2313 (55) 3352-4141

PREVISÃO DO TEMPO

São Luiz Gonzaga
10 de setembro de 2018
55.99986.2313 (55) 3352-4141

Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio: terapeuta explica sinais de alerta e como buscar ajuda

10 de setembro de 2018 l 10:09
Materia atualizada: 10/09/2018 l 10:09




Compartilhe!

No Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, falar é a melhor
prevenção. A programação da Rádio Missioneira teve hoje (10) uma entrevista com
a terapeuta ocupacional Ionara Comparsi de Moraes, servidora da Secretaria Municipal
de Saúde de São Luiz Gonzaga. Conforme a profissional, informações sobre o
assunto, considerado tabu, é uma das melhores maneiras de prevenir casos.

Segundo Ionara, a pessoa que comete suicídio, vê na morte a
única solução para os seus problemas. Ela pontuou que diferente do que o senso
comum acredita, não são somente pessoas depressivas que tiram a própria vida. A
terapeuta destacou que o apoio e atenção dos familiares e pessoas próximas é
essencial para identificar fatores de risco. Ela citou comportamentos que podem
ser sinais, como isolamento, pesquisa por formas de se suicidar verbalização da
intenção de se matar. Ao verificar alguns dos sinais, a ajuda médica deve ser
procurada. A equipe de profissionais irá analisar se é necessária uma
intervenção.

A terapeuta também ressalta alguns grupos de risco estão mais
propensos ao ato, como aqueles que já tiveram casos na família, pessoas que
tiveram perdas recentes, como divórcio ou morte de familiar, pessoas com
problemas financeiros e com doenças crônicas. A profissional também chamou
atenção dos casos de suicídios entre adolescentes e jovens. Segundo Ionara,
pais e responsáveis devem ficar atentos, em especial ao conteúdo pesquisado na
internet e compartilhado nas redes sociais, além do isolamento.

Em São Luiz Gonzaga o tratamento é oferecido gratuitamente no
Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), onde a terapeuta trabalha. Neste mês, chamado
de Setembro Amarelo, a equipe do local intensifica ações de prevenção, com
entrevistas à imprensa e conversas em empresas e entidades sobre o assunto.

Ouça abaixo a
entrevista com Ionara


Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados