Comandante do 4° RCB deixará São Luiz Gonzaga

Compartilhe!

O comandante do 4° RCB, Carlos Alberto Klinguelfus Mendes irá deixar o comando do regimento de São Luiz Gonzaga. Em entrevista ao Jornal da Manhã desta segunda-feira, Carlos disse que após dois anos na cidade, ele será transferido. Afirmou que a data de passagem do comando ainda não está definida, mas ele acredita que será em meados de janeiro.

Ele  também salientou que possui três convites para atuação após a passagem do comando. Um em Brasília, outro no Rio de Janeiro e em Porto Alegre, no Comando Militar do Sul. Conforme Klinguelfus, a ideia que mais o agrada é continuar no Rio Grande do Sul, pelos laços afetivos que possui com o estado. O lugar de Carlos será ocupado pelo tenente – coronel Marcelo Nilward de Albuquerque, que atualmente está na Escola do Comando do Exército. Nilward é da turma de 1993 e já trabalhou com Klinguelfus.

O comandante ainda destacou que até a passagem do comando as atividades ocorrem normalmente, com diversas atividades. Atualmente, o 4° RCB está com um efetivo de 34 militares participando da Operação de Pacificação na Favela da Maré, no Rio de Janeiro. 

O regimento também atuará na Operação Guarani, em Alegre, que ocorre a cada dois anos, em conjunto com o Exército Argentino. O objetivo da operação é atuar na faixa de segurança de fronteira. Quanto à Operação Ágata, encerrada no final de maio, Klinguelfus disse que foi um sucesso dentro dos propósitos de proteger as fronteiras e dar suporte a todas as entidades que atuaram na operação.

Para o tenente-coronel, é um momento de orgulho e importante para o regimento, participar de ações que envolvem o Braço Forte e a Mão Amiga do Exército. Ele finalizou a entrevista falando sobre a inauguração do picadeiro da Equoterapia, no 4° RCB. Afirmou que só resta a liberação do recurso para a finalização das obras, custeadas por emenda parlamentar do deputado Osmar Terra. Ele disse que espera tudo esteja finalizado até dezembro, para inauguração.