Confira os grupos que serão imunizados com as doses da Pfizer em São Luiz Gonzaga

Compartilhe!

Devido a implicações para a conservação do imunizante contra a covid-19, um cadastro do público-alvo será realizado antes da vacinação  

Na segunda-feira (24) São Luiz Gonzaga receberá o primeiro lote de vacinas da Pfizer. Ao todo, serão 402 doses destinadas a imunização de pessoas com 18 anos ou mais que possuem comorbidades e pessoas com 18 anos ou mais com deficiência permanente (não sendo mais necessário possuir cadastro no Benefício de Prestação Continuada – BPC). Também podem realizar a vacina, pessoas de grupos prioritários da campanha que ainda não receberam nenhuma dose do imunizante contra a covid-19.

Como o município não possui câmaras refrigeradas para conservar a vacina da Pfizer por um longo período (validade de apenas cinco dias se conservadas de 2°C a 8°C), a Secretaria Municipal de Saúde irá realizar um cadastro prévio para a imunização. A partir de segunda-feira, o público-alvo deverá ir até a unidade de saúde correspondente a área de domicílio para se cadastrar.

“Todas as 402 doses precisam ser aplicadas durante a próxima semana, por isso é fundamental que as pessoas que integram o público-alvo realizem o cadastro nas unidades de saúde”, salientou a coordenadora do Centro de Saúde, a enfermeira Águeda Balbé.

Para realizar o cadastro, é necessário apresentar um documento de identificação, cartão SUS e caderneta de vacinação. Em alguns casos, além dos documentos padrões, a pessoa deve apresentar (original e cópia) de documentos comprobatórios que a enquadram para receber a vacina, como atestados médicos com o CID, prescrições médicas, receitas, etc. As cópias serão arquivadas nas unidades de saúde.

As ESFs realizam atendimento de segunda a sexta-feira, das 7 horas ao meio-dia e das 13 horas até às 16 horas. Já o horário normal de atendimento do Centro de Saúde é das 7 horas até às 13 horas, sem fechar ao meio-dia, de segunda a sexta-feira.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de São Luiz Gonzaga com informações da SEMSA 

Foto: Divulgação / Reuters