Saúde é uma das prioridades de Silvana Covatti nas emendas ao Orçamento - Rádio Missioneira - São Luiz Gonzaga - RS
55.99986.2313 (55) 3352-4141

PREVISÃO DO TEMPO

São Luiz Gonzaga
18 de outubro de 2013
55.99986.2313 (55) 3352-4141

Saúde é uma das prioridades de Silvana Covatti nas emendas ao Orçamento

18 de outubro de 2013 l 10:13
Materia atualizada: 18/10/2013 l 10:13




Compartilhe!

A deputada estadual Silvana Covatti (PP/RS) apresentou 108 emendas ao orçamento do Rio Grande do Sul para o ano de 2014. A parlamentar deu grande ênfase para a área da saúde, com 60 emendas, mas também valorizou outros setores como a educação, a segurança pública, a infraestrutura/pavimentação, a mulher, o idoso, o turismo e o portador de deficiência.

A saúde foi a área que mais recebeu emendas. As indicações apresentadas abrangem desde a aquisição de equipamentos e reaparelhamento até a construção, ampliação e reforma de postos, unidades básicas de saúde e hospitais.

Na educação, 27 emendas foram apresentadas com o intuito de valorizar a prática esportiva nas escolas. A construção de quadras e ginásios e cobertura estão entre as propostas que vão proporcionar a valorização do esporte ao estudante. Também entre as emendas foram propostas reforma de telhados e ampliação de espaço físico das escolas como forma de trazer uma condição digna e propícia para a educação.

As demais emendas incluem atenção à mulher, ao idoso, à pessoa portadora de deficiência. Na infraestrutura, obras de recuperação e pavimentação asfáltica e construção de viaduto e na segurança pública, aquisição de caminhão e equipamentos contra incêndio, construção de prédio para Brigada Militar. “Buscamos atender as necessidades dos municípios com emendas que promovam melhorias na saúde, na educação e nos demais setores que são indispensáveis para o desenvolvimento sustentável das comunidades e consequentemente trazem uma melhor qualidade de vida para as pessoas”, comentou Silvana.

A receita geral do Estado para o exercício financeiro do próximo ano é estimada em R$ 51 bilhões. A data limite para a entrega do parecer do relator ao órgão técnico é 5 de novembro. O parecer será votado na Comissão de Finanças, Planejamento, Controle e Fiscalização e após segue para apreciação em Plenário.


Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados