São Luiz Gonzaga terá telecentro

O planejamento para instalação de cinco novos telecentros para uso gratuito nas regiões Alto Uruguai e Missões, no Rio Grande do Sul, foi apresentado pela Eletrosul e Companhia de Processamento de Dados do Estado (Procergs), nesta segunda-feira (12), durante as audiências públicas realizadas nos municípios de Santa Rosa e Santo Ângelo, que contou com a presença da comunidade, representantes de entidades e poder público. A implantação das unidades, que deve ocorrer ainda este ano, é resultado da parceria entre as duas instituições para compartilhamento de infraestrutura de telecomunicação, que tem permitido ampliar a oferta de internet de banda larga no Sul do País.

As unidades serão instaladas nos municípios de Santa Rosa, Santo Ângelo, Ijuí, São Luiz Gonzaga e São Borja. Utilizando o sistema de comunicação óptica de alta capacidade da Eletrosul, que tem 80 gigabits por segundo (Gbps), cada unidade deverá ser atendida com links de até 150 megabits por segundo (Mbps) fornecidos pela Eletrosul. Dois pré-contratos de fornecimento de internet já foram assinados, na segunda-feira, com provedores locais totalizando 1 gigabit.

 

A Procergs ficará responsável por toda a infraestrutura física, de computadores e controle de acesso, utilizando links de comunicações da Eletrosul nessas regiões para oferecer, com qualidade e menor custo, internet de banda larga a órgãos públicos e a pequenos provedores locais. “Dessa forma, o governo pode expandir as ações para melhorar a prestação de serviços públicos, difundir a inclusão digital e a participação cidadã”, afirmou o diretor de Engenharia e Operação da Eletrosul, Ronaldo dos Santos Custódio.

 

A parceria entre Eletrosul e Procergs já viabilizou o primeiro Telecentro Binacional da América Latina, inaugurado em junho de 2013, na cidade gaúcha de Sant’Ana do Livramento, divisa com Rivera, no Uruguai. O espaço dispõe de 20 computadores conectados à internet de alta velocidade (300 Mbps), com configuração especial nos dois idiomas e para acesso por portadores de deficiência visual. Por mês, cerca de 20 mil usuários passam pelo telecentro.

A rede de telecom da Eletrosul, própria e compartilhada, que tem permitido ações de inclusão digital no Sul e Mato Grosso do Sul, tem mais de 10 mil quilômetros de fibras ópticas.​