logo-nova

Rádio Online

Clique e confira

(55) 3352-4141

Fale conosco!

Rua Júlio de Castilhos 2236, Centro, São Luiz Gonzaga, RS

Prefeitos da AMM se integram à mobilização nacional dia 11 de abril

Compartilhe!

A manifestação dos prefeitos que acontecerá, simultaneamente, em todas as capitais brasileiras, tem o propósito de alertar a população sobre a grave crise financeira dos municípios.

Os prefeitos da região das missões vão unir forças com outros municípios gaúchos e participar, em Porto Alegre, na manhã do próximo dia 11 de abril, da mobilização que será realizada de forma simultânea em todas as capitais brasileiras, em defesa das prefeituras. O objetivo da manifestação no Rio Grande do Sul, que está sendo coordenada pela Federação das Associações dos Municípios do RS (Famurs), em parceria com a Confederação Nacional dos Municípios (CNM) é mostrar à população, e também às autoridades federais e estaduais, que a situação financeira dos municípios é realmente muito grave. São esperadas cerca de 15 mil pessoas na capital gaúcha.

O presidente da Associação dos Municípios das Missões (AMM), prefeito de São Luiz Gonzaga, Junaro Rambo Figueiredo está incentivando a presença, no dia 11 de abril, em Porto Alegre, de todos os prefeitos e vices dos 26 municípios que integram a entidade. "Temos que estar coesos, firmes e fortes. Nossa região precisa estar muito bem representada para mostrarmos nossa força e capacidade de mobilização nas lutas em favor das comunidades e dos municípios missioneiros", destacou o dirigente da AMM.

Junaro Rambo Figueiredo voltou a criticar a forma como os recursos arrecadados são divididos entre União, estados e municípios. “Os municípios recebem em torno de 18% do bolo total de arrecadação, a União mais de 56% e estados cerca de 25%”, citou, lembrando que a luta é também por uma mudança nestes percentuais para que os municípios brasileiros recebam mais dos impostos arrecadados. O esforço das prefeituras pelo atendimento da pauta municipalista tanto gaúcha quanto nacional terá nova etapa entre os dias 12 a 15 de maio, quando acontecerá a mobilização da CNM, em Brasília.

IMPORTANTE: Não autorizamos a reprodução de conteúdo em outros sites, portais ou em mídia impressa, salvo sob autorização expressa.