Heinze fala sobre votação da Medida Provisória sobre confins da venda de soja

O Plenário da Câmara dos Deputados concluiu na noite desta quarta-feira (2) a votação da Medida Provisória 627/13, e aprovou destaque do bloco PP-Pros, retirando do texto uma restrição ao aproveitamento da suspensão de PIS/Pasep e da Cofins na venda de soja, existente hoje.O relatório previa o direito à suspensão dos tributos se a soja fosse direcionada à industrialização de produtos como óleo, margarina, rações ou lecitina.A intenção do relator, ao acatar emenda do deputado Rubens Bueno (PPS-PR) na comissão mista, era evitar especulação por parte dos cerealistas, mas os produtores rurais temeram que a iniciativa viesse a restringir as oportunidades de venda. Mas por decisão da maioria dos líderes a proposta foi retirada do texto, e com isso, arquivada. O deputado federal Luiz Carlos Heinze, em entrevista ao programa Jornal da Manhã de hoje, disse que a foi defendidos os interesses das cooperativas e agricultores gaúchos, valorizando a produção de soja no estado, que é uma das maiores do Brasil.