Garruchos: vereador alega que turno único na prefeitura não gera economia - Rádio Missioneira - São Luiz Gonzaga - RS
55.99986.2313 (55) 3352-4141

PREVISÃO DO TEMPO

São Luiz Gonzaga
8 de agosto de 2018
55.99986.2313 (55) 3352-4141

Garruchos: vereador alega que turno único na prefeitura não gera economia

8 de agosto de 2018 l 11:08
Materia atualizada: 08/08/2018 l 11:08




Compartilhe!

O turno único na Prefeitura de Garruchos é alvo de polêmica
no município. Vereadores questionam a razão do horário reduzido, que é a
contenção de despesas. Segundo o vereador Luciano Scarton (PP), os números
mostram que não há economia, mas sim, prejuízo aos cidadãos e cidadãs de
Garruchos.

Em entrevista ao programa Jornal da Manhã de hoje, ele
destacou o prejuízo pode chegar a R$ 400 mil. Luciano destacou o fato de os
funcionários receberem o salário sem trabalhar por duas horas diárias. O
vereador acrescenta o fato de alguns serem contratados por meio de função
gratificada. Para ele, não há economia nas medidas, como a administração alega.

Conforme Scarton, os munícipes podem precisar da prefeitura
após às 13h30min. O vereador cita o fato de muitos moradores residirem no
interior, em localidades que chegam a 40km de distância na área urbana de
Garruchos. “A população está sendo prejudicada com isso”, explanou.

Na entrevista, o progressista contou que solicitou, por meio
de um pedido de informação, planilhas com informações de despesas. Conforme
Luciano, os documentos estão incompletos. O vereador disse que denunciou a
situação ao Ministério Público, por acreditar que o legislativo deve fiscalizar
as ações do executivo. “Não podemos ser coniventes com o erro”, argumentou.

Questionado sobre a falta de diálogo entre as partes, uma vez
que Luciano é do mesmo partido que o prefeito, ele alegou que não há conversa. “Nem na época da eleição houve consenso quanto ao nome de Scotto, por ser
autoritário e não ser do diálogo”, pontuou.

Outra crítica de Luciano é sobre o serviço da patrulha
agrícola no interior. Ele alega que o trabalho não está sendo feito nas
comunidades. Está sendo preparado um protesto na próxima semana para
reivindicar melhorias no serviço.

O assunto seguirá em pauta na programação da Rádio
Missioneira, com novas entrevistas amanhã, às 8h45min, no programa Jornal da
Manhã.


Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados