Garruchos, Santo Antônio das Missões e Itacurubi com falta de energia elétrica - Rádio Missioneira - São Luiz Gonzaga - RS
55.99986.2313 (55) 3352-4141

PREVISÃO DO TEMPO

São Luiz Gonzaga
22 de outubro de 2014
55.99986.2313 (55) 3352-4141

Garruchos, Santo Antônio das Missões e Itacurubi com falta de energia elétrica

22 de outubro de 2014 l 14:15
Materia atualizada: 22/10/2014 l 14:15




Compartilhe!

Moradores do interior do município de Santo Antônio das Missões sofrem com os prejuízos da falta de energia elétrica. Desde sábado, moradores estão sem luz. São mais de 50 famílias nessa situação. Conforme a vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Valdemari Belchor, famílias perderam todos os produtos da geladeira. O caso se agrava para os pequenos produtores de leite, que também perderam toda a produção por falta de energia elétrica nos refrigeradores.

A reportagem da Rádio Missioneira tentou entrar em contato com a AES Sul, porém nenhum dos números discados foi atendido. Em Itacurubi, os moradores também estão sem luz desde sábado, sem previsão de retorno. Em Garruchos, a situação também é grave. Os moradores estão se luz, água, sinal de internet e telefone. A energia retornou ontem, porém hoje oscila de hora em hora. 

No site da empresa, está a seguinte nota:

Equipes da AES Sul trabalham desde a madrugada de domingo, 19, para restabelecer o fornecimento de energia elétrica nas regiões atingidas pela tempestade com ventos acima de 100 km/h e muita chuva. O vento provocou destruição da rede elétrica em praticamente toda a área de concessão, mas neste momento o maior volume de danos e de atendimentos se concentra na Fronteira Oeste.

Os municípios de São Borja, Garruchos, Maçambará, Itaqui, Santiago, Capão do Cipó, Unistalda e Itacurubi foram fortemente atingidos, com grande quantidade de danos, principalmente galhos e árvores caídos sobre a rede, fios rompidos e postes quebrados. Garruchos, por exemplo, está sem energia elétrica devido a danos em quatro estruturas em área rural que estão sendo recuperadas. Até agora foram identificados 200 postes com algum tipo de dano na região. O vento também arrebentou ou desprendeu fios em vários pontos da rede.

Todos esses danos exigem reconstrução, o que vem sendo feito desde ontem, para que a energia possa ser normalizada. Mas é um trabalho mais demorado, principalmente porque a maioria dos estragos está na zona rural, com acessos mais complexos ou de longas distâncias.
No pico da tempestade 100 mil clientes ficaram sem energia elétrica. A AES Sul já normalizou o fornecimento para 65% desses clientes. Os demais 35 mil estão sendo atendidos para que a energia seja restabelecida no menor tempo possível.

Mobilização – A AES Sul está totalmente mobilizada para atender às ocorrências, executar os consertos e normalizar o fornecimento. Mas a empresa obedece a critérios técnicos obrigatórios para efetuar os atendimentos na seguinte ordem:

Prioridade para as ocorrências de perigo
Serviços essenciais (hospitais, trânsito, bombeiros, polícia, entre outros)
Atendimentos que normalizem o fornecimento a grandes volumes de clientes
Atendimentos individuais

A AES Sul agradece a compreensão e manterá as comunidades atingidas informadas sobre o andamento dos trabalhos.
ALERTA DE SEGURANÇA – A AES Sul faz um alerta importante: ninguém deve se aproximar ou tocar em quaisquer equipamentos da rede elétrica. Não é possível saber se está ou não energizado, correndo risco de acidente grave. Também jamais deve se tentar religar a energia por conta própria. Para qualquer problema com a rede, chame a AES Sul.
Central de Relacionamento – 0800 707 7272, nas 24 horas do dia.
Para informar falta de energia elétrica use o Torpedo Fácil, enviando um SMS para 28410, informando apenas o código de cliente.

 


Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados