logo-nova

Rádio Online

Clique e confira

(55) 3352-4141

Fale conosco!

Rua Júlio de Castilhos 2236, Centro, São Luiz Gonzaga, RS

Feriado de Ano Novo não teve mortes nas rodovias federais gaúchas

Compartilhe!

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou às 23h59 de segunda-feira (1º), a Operação de Ano Novo 2024, realizada desde o dia 29 de dezembro nas rodovias federais no estado do Rio Grande do Sul. A Operação é uma extensão da Operação Rodovida, que está em andamento até o carnaval de 2024.

Com início na última sexta-feira (29), a Operação de Ano Novo foi direcionada, principalmente, à conscientização dos cidadãos quanto à importância da presença e da plena funcionalidade dos itens obrigatórios de segurança. Durante a operação deste ano, 10.398 pessoas foram fiscalizadas e 4.030 veículos foram abordados. A PRF realizou 1.251 testes de alcoolemia, resultando em 122 autos de infração por dirigir sob influência de álcool ou a recusa em realizar o teste.

Apesar dos esforços policiais empreendidos, a imprudência continua fazendo vítimas no trânsito. Casos de excesso de velocidade e ultrapassagens proibidas foram responsáveis por acidentes com vítimas nas rodovias federais no Rio Grande do Sul. No total, foram atendidos pela PRF 58 acidentes, sendo 11 acidentes graves.

Em relação às infrações mais recorrentes durante a operação, destacam-se os registros de 2.108 condutores flagrados dirigindo acima do limite de velocidade permitida e 566 casos de motoristas realizando ultrapassagens em locais proibidos. Além disso, foram identificados 56 motoristas transportando crianças pequenas sem o uso da cadeirinha.

Enfrentamento à criminalidade

Além das ações relacionadas ao trânsito, equipes da PRF também atuaram no combate à criminalidade, registrando a apreensão de 530 quilos de maconha na BR-285 em Passo Fundo e 265 quilos de agrotóxicos ilegais na BR-116 em Arroio Grande, além de dois veículos recuperados e uma arma de fogo apreendida. Ao todo 49 pessoas foram detidas no período da operação.

Fonte: PRF

IMPORTANTE: Não autorizamos a reprodução de conteúdo em outros sites, portais ou em mídia impressa, salvo sob autorização expressa.