logo-nova

Rádio Online

Clique e confira

(55) 3352-4141

Fale conosco!

Rua Júlio de Castilhos 2236, Centro, São Luiz Gonzaga, RS

Engenheiro agrônomo repassa orientações sobre controle da lagarta

Compartilhe!

O engenheiro agrônomo Marcos Antônio Pilecco, em entrevista ao Jornal da Manhã de hoje, falou sobre o combate a Helicoverpa Armigera, a lagarta que está preocupando agricultores de todo o país. Segundo Pilecco, a praga exige muito trabalho e pesquisa por parte dos profissionais da área.

Na semana passada, foi realizada uma reunião em Santa Rosa, com a presença de pesquisadores da Embrapa. O evento contou com agrônomos de toda a região. ‘’Nessa reunião eles admitiram que demoraram demais para passar as informações’’, explicou Pillecco.

Durante meses não foram liberadas informações definitivas sobre o controle da lagarta, o que deixou agricultores sem saber o que fazer. ‘’Infelizmente essa demora para nos passar a real situações fez com que muitos produtores tiverem que replantar suas lavouras de soja’’, informou.

Comparando a nova lagarta a outras tradicionais, o engenheiro disse que ela é muito mais agressiva e necessita de duas vezes mais inseticidas para o controle. ‘’Não sabemos muito coisa, o que está sendo usado agora pode não ser suficiente no futuro’’, destacou.Outro fator que complica o combate é a capacidade de esconder dentro nas folhas. Ela também não aparece na luz solar, sendo vista somente no início da manhã ou final da tarde.

A orientação dada pelo engenheiro é de verificar as folhas diariamente, preferencialmente no final da tarde. ‘’O agricultor é o dono da lavoura, se ele quiser combater vai ter que usar uma lupa e tentar identificar a lagarta’’, explicou.

IMPORTANTE: Não autorizamos a reprodução de conteúdo em outros sites, portais ou em mídia impressa, salvo sob autorização expressa.