Educadores recebem “Diploma Paulo Freire” 2013 - Rádio Missioneira - São Luiz Gonzaga - RS
55.99986.2313 (55) 3352-4141

PREVISÃO DO TEMPO

São Luiz Gonzaga
15 de outubro de 2013
55.99986.2313 (55) 3352-4141

Educadores recebem “Diploma Paulo Freire” 2013

15 de outubro de 2013 l 10:17
Materia atualizada: 15/10/2013 l 10:17




Compartilhe!

Diploma é entregue anualmente á educadores de destaque do município. Entidades representativas de classes realizam as indicações para a diplomação.

 

Em meio às ações de combate ao câncer de mama, conhecidas pela campanha “Outubro Rosa”. A câmara de vereadores de São Luiz Gonzaga recebeu na tarde desta segunda-feira, 14, os educadores Irineu, Ivone e Fátima para a entrega do “Diploma Paulo Freire”.

 

A mesa oficial da sessão em homenagem aos professores foi composta pelo presidente do legislativo – Jose Antonio Caetano Braga, secretária da mesa – Eni Araújo Malgarim, vice-prefeito – Mario Trindade e os homenageados Irineu Aloísio Schmidt – indicado pelo SINPRO/RS (Sindicato dos Professores do Ensino Privado do RS), Maria Ivone de Ávila Oliveira – homenageada indicada pelo CPERS/Sindicato e Fátima de Jesus Freira Martins – indicada pelo Sindicato dos Municipários.

 

A vereadora Eni Malgarim, utilizou a tribuna popular, para proferir o discurso de homenagem representando os demais edis do poder legislativo – reconhecemos que a missão dos educadores é fundamental para a transformação radical da sociedade, por meio do seu ato de amor e do seu ato político por excelência. Pois, o professor está dando à criança e ao jovem as ferramentas para compreender e interagir melhor no mundo. Os educandos passam a receber novas informações, a ter acesso a novos valores, vivências, cidadania e concepções de mundo. Cria, produz, e se identifica – declarou a vereadora.

 

– consideramos que todos os mestres têm competências que devem estar a favor da renovação da escola, da melhoria da qualidade da educação, da análise apaixonada e crítica das deficiências e das necessidades dos educandos. Com isso, assistiremos emergir uma nova escola, que ensinará o valor da vida social, a importância da ação política, a construção de uma rede de união para garantir que sejam floridos os sonhos, brotando uma nova teoria para avançar para um mundo solidário, incluso, com liberdade, produtor de cultura e história – afirmou Eni.

 

A edil finalizou parabenizando os mestres que atuam diariamente nas escolas de nosso município e que contribuem para o fomento da educação local – a sociedade são-luizense, representada por esta casa, pelas instituições educacionais e sindicatos agradece o desempenho dos educadores, parabenizando-os pela contribuição relevante dada a nossa gente. Parabéns a todos os mestres pela passagem do seu dia – concluiu.

 

Irineu Schmidt–

O professor Irineu, ao longo de sua vida profissional, é reconhecido como um pedagogo ético, disciplinado, pesquisador que traz os ensinamentos de Paulo Freire: dialogicidade, livre exercício da consciência e reflexão. Além de, criticidade, interação com a comunidade, responsabilidade política e social, com ensinamentos da pedagogia do oprimido, pedagogia da autonomia e da pedagogia da esperança.

O percurso educacional de Irineu é um processo contínuo de aprendizagem, de descoberta, pelo trabalho intelectual que ele realiza desde quando era seminarista, estudante de filosofia, na busca de novos horizontes. Mais tarde, estuda para atuar no novo método educacional nas “Escolas Polivalentes”. Professor de inglês, não satisfeito busca o curso de “Direito” e o mestrado como bom pesquisador que é, curioso, escreve a tese: “Pragmatismo em Anísio Teixeira”.

Ao se manifestar na tribuna o professor agradece a distinção e declara sentir-se emocionado com o gesto – eu nunca busquei cargos ou honrarias, sempre preferi colocar os alunos, colegas e instituições de ensino em primeiro lugar – disse Schmidt.

–Nós sentiremos realizados, quando fomos capazes de ser exemplo de ética e cidadania, integrando-se aos alunos e educandários – afirmou Irineu.

 

Ivone Ávila–

Maria Ivone tem uma trajetória de vida que todos reconhecem como uma educadora que atua na formação de professores, na orientação e correção dos seus registros através de textos, de pesquisas que passam pelas suas mãos capazes e pelo profundo conhecimento da nossa língua. Professora de Literatura e Letras passa sua contribuição com registros junto ao Instituto Histórico Geográfico de São Luiz Gonzaga, na organização da Mostra da Arte Missioneira e ainda participação em muitos eventos culturais e projetos desenvolvidos pela nossa sociedade. Ivone teve liderança, a frente da categoria do magistério estadual. Em 1976, entre tantos colegas começou uma organização, que culminou com a criação do 33° Núcleo do CPERS/ Sindicato.

A educadora faz parte do magistério gaúcho, que se tornou um exemplo de organização e luta e uma força social imprescindível na democratização da educação no Rio Grande do Sul. A professora, atual presidente do IHG do município gradeceu aos colegas que muito contribuíram para sua formação como pedagoga e como cidadã. Ivone dedicou a homenagem aos seus pais e a seus mestres – é fundamental diminuir a distância do que se faz com o que se diz, para que em um dado momento, a sua fala seja a tua prática – destacou.

– o mais importante e bonito do mundo, é isso, que as pessoas não estão sempre iguais, que elas estão sempre mudando – concluiu Ivone.

 

Fátima de Jesus Freira Martins –

Fátima passou uma vida inteira alfabetizando, mostrando os sinais e os gestos, a leitura de mundo. Fátima será lembrada sempre como uma pessoa dedicada, carinhosa, calma, ponderada, uma mãezona pela forma amorosa de educar. A educadora se aposentou na rede estadual e começou uma nova vivência pedagógica: trabalhar com crianças especiais na sala de multimeios na rede municipal. Concluiu seu trabalho no Instituto de Educação Rui Barbosa e sentiu-se desafiada a assumir uma tarefa ainda maior: convencer a todos que a atitude de tolerância com aqueles que são diferentes dos ditos normais exige do educador um fazer incansável ao assumir a política de sua prática de inclusão social.

Fátima é guerreira na escola “Centenário”, junto com uma equipe que se destaca pela garra em busca da qualidade da educação. E da construção do processo de inclusão para que todos os estudantes tenham sua condição de sujeitos da história.

Emocionada com o diploma, a professora agradeceu e partilhou com seus familiares à homenagem. Mas, não esqueceu de mencionar o seu trabalho e a importância de se ter atenção para a educação especial – precisamos ter um olhar mais atento a inclusão, que enfatize uma educação igual para todos. Uma educação de qualidade só acontece se tivermos alicerçados no amor, na confiança, no respeito, companheirismo, na doação, no carinho e na fé – declarou Fátima.

 

Diploma Paulo Freire – O Diploma Paulo Freire entregue anualmente pela Câmara de Vereadores de São Luiz Gonzaga a educadores do município é uma forma de reconhecimento ao trabalho desenvolvido na área educacional no ensino particular, estadual e municipal.

Paulo Freire – Paulo Freire nasceu em 19 de setembro de 1921 em Recife. Sua família fazia parte da classe média, mas Freire vivenciou a pobreza e a fome na infância durante a depressão de 1929, uma experiência que o levaria a se preocupar com os mais pobres e o ajudaria a construir seu revolucionário método de alfabetização. Por seu empenho em ensinar os mais pobres, Paulo Freire tornou-se uma inspiração para gerações de professores, especialmente na América Latina e na África.


Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados