Coopatrigo distribui retorno aos produtores de leite

Os produtores de leite que entregam a sua produção para a CCGL através da Coopatrigo na nossa região estão tendo a partir desta semana o pagamento o seu “retorno” em cima da produção entregue durante o ano de 2013, como participação nos resultados da industria da Cooperativa Central Gaúcha do Leite.

Segundo o responsável pelo setor do leite na Coopatrigo, Roberto Mallmann está sendo pago o valor de R$0,02 (dois centavos) por litro de leite entregue ao longo do ano que passou. Para receber este valor o produtor tem que ter entregado a sua produção durante os 12 meses do ano anterior e ainda estar entregando na atualidade.

Mallmann disse que houve um aumento significativo no retorno deste ano, pois nos anos anteriores havia sido pago meio centavo por litro entregue. “Isto demonstra a seriedade do setor cooperativista que divide os seus resultados com os responsáveis pela entrega da produção, que são os produtores”, salientou o técnico. Ele cita também o trabalho que é desenvolvido na área de assistência técnica que tem contribuído significativamente no aumento da produção e qualidade do leite que é produzido na nossa região e que também precisa ser valorizado pelos produtores.

Durante o ano de 2013 os associados da Coopatrigo repassaram 13 milhões e 500 mil litros de leite para a CCGL, o que gerou um “retorno” de R$230.000,00 que estão sendo divididos entre os cerca de 350 produtores que entregaram ininterruptamente a sua produção para a Coopatrigo/CCGL.

O presidente da Coopatrigo, Ivo Batista disse que a cooperativa não tem resultado direto com a atividade leiteira, mas que o trabalho nesta área é muito importante porque envolve pequenos produtores que viabilizam a sua permanência na propriedade graças a esta atividade. “A seriedade do trabalho é importante para os produtores, ainda mais diante das fraudes que ocorrem neste setor e que sempre prejudicam os produtores”, afirmou o presidente. Batista disse ainda que recentemente defendeu junto à CCGL o aumento da contribuição para a assistência técnica que a Central destina para as suas singulares realizarem este trabalho e que o seu pleito foi atendido e vai possibilitar que a Coopatrigo reforce este trabalho junto aos produtores para o aumento da produtividade e também da qualidade do leite.