Rádio Online

Clique e confira

(55) 3352-4141

Fale conosco!

Rua Júlio de Castilhos 2236, Centro, São Luiz Gonzaga, RS

Com olhar para o futuro, associados da Coopatrigo iniciam plantio de canola

Compartilhe!

Uma nova esperança começa a ser semeada em toda a região de abrangência da Coopatrigo com o plantio da Canola. Essa será a primeira cultura pós-frustração na safra de soja e graças à um projeto da Coopatrigo em parceria com a Celena Alimentos, vários associados estão apostando na canola, com a perspectiva de terem uma renda alternativa nas suas propriedades em 2022 e mais de 10 mil hectares deverão ser cultivadas dentro do Programa Canola Coopatrigo que prevê o fornecimento de todos os insumos, acompanhamento técnico e garantia de recebimento e compra da safra.

A canola é uma espécie oleaginosa, da família das crucíferas, passível de incorporação nos sistemas de produção de grãos do Sul do Brasil. Destaca-se como uma excelente alternativa econômica para uso em esquemas de rotação de culturas, particularmente com trigo, diminuindo os problemas de doenças que afetam esse cereal. O óleo de canola é um dos mais saudáveis, pois possui elevada quantidade de ômega-3, vitamina ‘E’ e o menor teor de gordura saturada entre os outros óleos vegetais. Composição, que segundo pesquisadores, contribui para o controle do colesterol. Seu farelo pode ser usado em rações animais e também na produção de biocombustível.

Todo o quadro de agrônomos da Coopatrigo foi capacitado para fazer o acompanhamento técnico dos associados participantes do Programa de Canola da Coopatrigo e a semeadura está sendo monitorada de forma individual a fim de que ela ocorra de forma correta e com as condições ideais para garantir o potencial produtivo da cultura.

O coordenador técnico da cooperativa, Bento Buttenbender, afirmou que diante das expectativas do produtor em cima da cultura da canola, esse trabalho da Coopatrigo é muito importante e nesse sentido as atenções estão voltadas justamente para esse acompanhamento da semeadura com orientações técnicas que vão contribuir com o associado para ter sucesso nesta atividade.

O presidente Paulo Pires disse que a Coopatrigo demonstra todo o seu diferencial com essa iniciativa de incentivar o plantio de uma cultura alternativa e com todos os problemas que a frustação na soja está deixando, está virando a página e seguindo com o trabalho junto com o seu associado, buscando diluir os prejuízos através de rendas alternativas na propriedade.

Fonte: Roberto Marques | Assessor de Comunicação da Coopatrigo

IMPORTANTE: Não autorizamos a reprodução de conteúdo em outros sites, portais ou em mídia impressa, salvo sob autorização expressa.