Rádio Online

Clique e confira

(55) 3352-4141

Fale conosco!

Rua Júlio de Castilhos 2236, Centro, São Luiz Gonzaga, RS

Assembleia Geral aprova por unanimidade a prestação de contas da Coopatrigo

Compartilhe!

A Coopatrigo encerrou o processo de prestação de contas aos seus associados do exercício 2021 com a realização da sua Assembleia Geral Ordinária nA terça-feira (22), onde o Balanço Geral com as destinações das sobras do exercício foram aprovados por unanimidade pelos associados presentes, referendando posição que já havia sido tomada em 12 reuniões regionais realizadas pela cooperativa.

O presidente da Coopatrigo, Paulo Pires, fez uma explanação aos associados de todas as atividades desenvolvidas a partir de março de 2021, quando a atual diretoria assumiu a cooperativa, dizendo que foi um dos melhores anos de desempenho da Coopatrigo impulsionado principalmente pela boa safra de soja e a valorização da oleaginosa que na computação de todos os movimentos financeiros gerou uma receita bruto de R$2,2 bilhões, o maior já atingido pela Coopatrigo, proporcionando um excelente resultado com destinação de R$44 milhões como “retorno” para os associados.

A Assembleia Geral também elegeu o novo Conselho Fiscal  que tem a seguinte composição:

  • Conselheiros Fiscais Titulares: Dálcio Seibt (Rolador), Sidnei Antonio de Jesus (Garruchos) e Davison Rauber Antonini (Dezesseis de Novembro);
  • Conselheiros Fiscais Suplentes: Acádio Gibbert (São Nicolau), Rodrigo Da Ros (São Luiz Gonzaga) e Humberto Fabrício (Santo Antônio das Missões).

Também foi comunicado aos associados que os delegados se reuniram e escolheram a sua nova coordenação, onde foi escolhido como presidente do Conselho Central de Representantes o associado Marcos de Carli de São Luiz Gonzaga e vice-presidente Donato João Mumbach de Bossoroca.

Encerrando a Assembleia, o presidente Paulo Pires agradeceu a todos e conclamou os associados para se unirem a sua cooperativa neste ano em curso que promete ser um dos mais difíceis da história com uma frustração de mais de 80% na lavoura de soja.

“Será um ano que vai exigir muito de todos, mas temos que enfrentar a começar a diluir esse prejuízo já nas próximas safras de canola e trigo”, finalizou o presidente Paulo Pires.

Fonte: Roberto Marques | Assessor de Comunicação da Coopatrigo

IMPORTANTE: Não autorizamos a reprodução de conteúdo em outros sites, portais ou em mídia impressa, salvo sob autorização expressa.