logo-nova

Rádio Online

Clique e confira

(55) 3352-4141

Fale conosco!

Rua Júlio de Castilhos 2236, Centro, São Luiz Gonzaga, RS

100 anos da Escola Senador Pinheiro Machado é lembrado na Câmara de Vereadores

Compartilhe!

São políticos, comerciantes, professores, mães e pais que foram educados ao longo destes 100 anos de existência da Escola Senador Pinheiro Machado. Localizada no centro de nosso município, o educandário se mantém fortalecendo a formação fundamental dos jovens de São Luiz Gonzaga. Com um rico quadro de professores e funcionários a escola torna-se modelo de ensino junto a nossa região.

 

O prédio, a mangueira que se sustenta no pátio da instituição e as pedras que alicerçam o fazer educacional mantém-se como fontes de informação da riqueza histórica dos fatos que ocorreram no local. O centenário de existência da escola “Senador”, como é chamada pelos jovens, é uma data que emociona a grande parcela de nossa comunidade. Pois, não existe família no município que não detenha de laços com a escola. Seja por ter filhos estudando, por ter sido aluno, funcionário ou professor desta instituição.

 

Com a motivação de homenagear a todos que passaram por esta escola e agradecer os relevantes serviços da mesma ao município, a câmara de vereadores, organizou nesta segunda-feira (21), sessão solene de homenagem à passagem destes 100 anos. A homenagem foi proposta pelo vereador Enderson Rocha de Morais e aprovada por unanimidade de todos os edis da Casa.

Participaram deste encontro, professores, ex-diretores, funcionários e alunos do Senador. A mesa que coordenou o ato foi composta pelo presidente do legislativo – Jose Antonio Caetano Braga, secretária – Eni Araújo Malgarim, vice-prefeito – Mário Trindade, Diretora da Escola – Beatriz Rebolho e ex-diretora do educandário – Geli da Silva Hudad (que atuou durante 30 anos junto à instituição de ensino).

 

O vereador, Enderson Rocha de Morais, proferiu o discurso em nome do legislativo. O vereador destacou fatos importantes percorridos pela escola ao longo do tempo que está inserida em nosso município e afirmou que sua história de vida e de sua família também passa pelo Senador – preciso fazer um depoimento e ao invés de permitir-me a liberdade de faze-lo, eu peço licença a todas às senhoras e senhores para que o faça resumidamente e trata-se da íntima história entre a Escola Senador e uma Senhora que tem quase a idade da Escola pois está às portas de completar 94 anos, foi aluna da Professora Adalgiza de Leães Lencina e da Professora Inês Kliemann, era Diretor da Escola o Professor João Aloísio Braum. Esta Senhora é a minha mãe e chama-se Maria da Paixão Rocha de Morais e teve como colega inseparável a “Pituca” ou Marieta de Medeiros Grisolia, que compartilha a mesma história, que Deus às conserve e proteja, elas estão entre nós, contando essa história – disse o vereador.

 

 

Morais finalizou sua fala parabenizando a instituição e solicitando uma leitura histórica de seus feitos – e por aí a história vai acontecendo, vamos aguardar a pesquisa e o registro memorialista do Instituo Histórico para conhecermos os momentos mais importantes dos 100 anos da Escola Senador e enquanto aguardamos o registro do que aconteceu até ontem, temos a obrigação de participar do que vai acontecer a partir de amanhã – concluiu.

 

 

A diretora, Beatriz Rebolho, realizou uma breve apresentação de dados técnicos do Senador, afirmou que todos que integraram a escola, devem sentir-se homenageados, pois integram a consolidação de uma instituição de educação que é exemplo e referência. Beatriz citou nomes de são-luizenses ilustres que integraram os bancos escolares do Sendor e que não estão mais entre nós – não poderia citar todos, pois metade de São Luiz Gonzaga estaria relacionada e cometeria o pecado de esquecer de alguém – declarou.

 

 

A emoção tomou conta do ambiente durante a fala de Geli da Silva Hudad, diretora mais antiga da escola presente no ato, que durante 30 anos de sua vida dedicou-se ao Senador. Geli, agradeceu de forma emocionada e comovente as homenagens. Disse que fez o possível para contribuir com a formação educacional de nossa cidade e desejou um futuro glorioso a escola – deixo aqui o meu pedido de desculpas se caso não fui melhor, mas fiz o possível, e dei o melhor de mim pelo Senador. Sempre que encontro um ex-aluno, ou professor que trabalhou comigo, sinto uma grande emoção, como de ver um filho – afirmou Geli.

 

A escola Senador Pinheiro Machado foi criada no dia 15 de fevereiro de 1913, por meio, do decreto de numero 1935 assinado pelo então governador Borges de Medeiros. A primeira aula foi no dia 18 de outubro de 1915, sendo o 1º diretor, Edmundo Castelo Branco e Silva.

 

A Escola tem uma das mais belas e importantes histórias no contexto educacional, social e comunitário de nosso município, transcendendo, portanto, em importância, para nossa comunidade, ao âmbito educacional, fazendo parte, hoje, de forma indissociável, da cultura e da história de São Luiz Gonzaga.

 

IMPORTANTE: Não autorizamos a reprodução de conteúdo em outros sites, portais ou em mídia impressa, salvo sob autorização expressa.