Ele destacou que juiz Sérgio Moro não deveria ter sido consultado sobre alvará de soltura

Foto: Reprodução - Fonte: Rádio Missioneira - Autor:
10 Julho 2018 12:07:50

O deputado Jeferson Fernandes (PT), disse hoje que por alguns minutos, acreditou no sistema judiciário brasileiro, se referindo à situação jurídica de domingo, que quase colocou o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva nas ruas novamente. Em entrevista ao programa Jornal da Manhã de hoje, Fernandes criticou a atitude do judiciário e da Polícia Federal em não aceitar o alvará de soltura do ex-presidente.

Ele destacou que qualquer réu, com alvará de soltura, tem direito à liberdade. "As regras são ignoradas se tratando de Lula", defendeu o petista. O deputado afirmou que um juiz de primeiro grau, como é Sérgio Moro, não deve derrubar uma decisão de desembargador. "Ainda mais curtindo as férias", completou Jeferson. "Ele não deveria ser consultado pelo delegado sobre o caso", citou.

Segundo o parlamentar, a atitude deixou claro que se trata de uma perseguição política. "O povo vai elegê-lo no primeiro turno", disse. Em relação à candidatura estadual, avaliou que o pré-candidato Miguel Rosetto tem boa colocação. Pesquisa recente informou que o petista possui 10% das intenções de voto.

Miguel realiza roteiro de visitas nas cidades gaúchas. Em São Luiz Gonzaga o evento está marcado para o dia 20 deste mês. Conforme Fernandes, o pré-candidato quer dialogar com os moradores. "A nossa região Missioneira precisa de investimentos, por isso vamos dialogar e falar das nossas propostas", destacou.

 



Galeria da Notícia

flicker

Facebook