Ele destaca que haverá atuação da BM no feriadão

Foto: Nivaldo Maciel/Rádio Missioneira - Fonte: Rádio Missioneira - Autor: Amanda Lima
09 Fevereiro 2018 10:02:35

O 14° BPM realizou planejamento para as ações de Carnaval. Mesmo sem festas nas ruas de São Luiz Gonzaga, a Brigada Militar (BM) está preparada para diversas situações que podem surgir. Segundo o capitão Eduardo Brum, as ações são principalmente na prevenção de incidentes no trânsito e de possíveis danos ao patrimônio, uma vez que muitas pessoas viajam no feriadão, deixando residências desabitadas.

Em entrevista ao programa Jornal da Manhã, o oficial destacou que o planejamento foi feito com antecedência e já está em execução. Na noite de ontem, o efetivo realizou policiamento reforçado em Santo Antônio das Missões, onde ocorreu festa na avenida. Hoje será realizada festa em Bossoroca, também com reforço de brigadianos.

Em São Luiz Gonzaga não existe previsão de festejos que exijam maior policiamento, por isso o foco serão as ações ostensivas para a prevenção de furtos. Brum ressaltou que a comunidade pode ajudar, informando através do 190 sobre qualquer movimentação suspeita. O contato pode ser feito de forma anônima.

As ocorrências de trânsito também terão atenção da polícia. Na região, muitas pessoas farão o trajeto de São Luiz Gonzaga ao clube Caça e Pesca, na BR 285. Além de ações da BM na cidade, a PRF vai intensificar a fiscalização na rodovia.

O oficial orienta à população que obedeçam as normas, principalmente para evitar acidentes. Os principais alertas são em relação a não dirigir sob efeito de álcool e não ultrapassar os limites de velocidade.

Ele ainda chamou atenção para a importância de curtir as festas com responsabilidade. Eduardo relembrou a situação do Reveillon em São Luiz Gonzaga, que teve uma briga generalizada na praça e depois no hospital. O capitão recomendou que as pessoas evitem o excesso de bebidas e confusões.

Na entrevista, Brum ainda trouxe novidades sobre o policiamento na região. O 14° BPM irá ampliar a fiscalização na área de fronteira, em ações conjunta com outros órgãos de polícia e o serviço de inteligência da Brigada Militar. O objetivo é coibir a entrega de drogas e armas na região, que daqui são enviadas para outras partes do Rio Grande do Sul e do Brasil.

 



Galeria da Notícia

flicker

Facebook