Deputados da base estavam confiantes ontem, mas oposição conseguiu trancar a pauta

Fotos: Nivaldo Maciel/Rádio Missioneira - Fonte: Rádio Missioneira - Autor: Amanda Lima
01 Fevereiro 2018 05:02:29

O Piratini teve ontem (31) o terceiro dia de derrota na tentativa de votar os projetos de adesão ao plano de recuperação fiscal da União e venda de estatais. Com manobras da oposição e pressão de servidores no plenário, não houve apreciação nas três sessões extraordinárias.  Pela manhã, a situação estava confiante, como declarou o deputado Juvir Costela (MDB), em entrevista à Rádio Missioneira diretamente de Porto Alegre. "Temos que pensar no bem estar do Estado", disse, em tom de crítica à oposição.

Para o deputado estadual Eduardo Loureiro (PDT), é necessário mudar o regimento da casa, que favorece esse tipo de manobra. No entanto, ele não concorda com a reclamação da base, uma vez que em outra época, fizeram o mesmo. "Vamos ser justos. Quem está no governo hoje já usou esses instrumentos no passado", argumentou o parlamentar. O PDT é contra os projetos, mas não agiu para obstruir a votação.

Conforme Loureiro, o primeiro erro do governo foi não consultar a população sobre a venda das estatais. "Esse plebiscito já deveria ter sido feito há muito tempo?, explicou. Ele também criticou o governador por ter deixado os projetos para o último ano de mandato. ?Esse não é momento de fazer esse tipo de mudanças duras. O ideal é no início do mandato, com apoio da população", explicou o deputado, que já foi prefeito em duas gestões. Eduardo complementou que essa deveria ser a hora de colher os frutos da gestão.

Sobre o regime, o parlamentar acredita que há uma grande desproporção entre os benefícios da adesão e o que se exige. "Não vai resolver o problema, é apenas um alívio momentâneo, deixando pra depois", ressaltou. Outra exigência é a não contratação de servidores na área da segurança pública por seis anos. "Não tem como condenar o Estado com o tamanho déficit e o caos na segurança", detalhou o deputado.

Em relação à posse do novo presidente da assembleia, o colega de partido Marlon Santos, ele destacou que se trata de um bom deputado. "É um político com experiência, atuante e responsável", avaliou Loureiro. A Rádio Missioneira transmite a posse a partir das 14h

 

 



Galeria da Notícia

flicker

Facebook