Lei foi um passo que permite salvar vidas

Foto: Nivaldo Maciel/Rádio Missioneira - Fonte: Rádio Missioneira - Autor: Robson Gomes
07 Outubro 2017 05:10:41

O Outubro Rosa chama atenção para a prevenção do câncer de mama. Para a vereadora Ana Barros, esse é um debate que precisa ser feito rotineiramente e, que as pessoas devem estar sempre atentas a doença e, não somente nas datas de campanhas preventivas.

No Jornal da Manhã de hoje ela comemorou avanços que São Luiz Gonzaga teve na área de saúde no que diz respeito ao tema. Segundo a vereadora, a lei que fixa prazo de 30 dias para diagnóstico em casos de suspeito de câncer, foi um passo que permite salvar vidas.

Além disso, ela destacou que agora é necessário um banco de dados, que possibilite identificar quais tipos de câncer tem maior ocorrência no município. Em virtude de o Brasil ser um dos países que lidera o uso de agrotóxico, bem como o Rio Grande do Sul e a região, enfatizou que os produtos podem ser agentes causadores dos elevados índices da doença em São Luiz Gonzaga.

Em virtude disso, juntamente com a URI local, busca-se realizar uma audiência pública com participação do Ministério Público Federal, para discutir a relação dos agrotóxicos com a incidência da câncer.

Ainda na área da saúde, Ana Barros afirmou que juntamente com o vereador Laureano Castilhos e, com apoio da Associação dos Legislativos das Missões (AMM) e Associação dos Municípios das Missões (ALM), buscarão uma audiência pública com a superintendência do IPE. Segundo ela, é preciso garantir também a participação dos conveniados.  Ana Barros afirmou que é preciso garantir que o serviço não se torne ainda mais precária.

Melhorias na praça

Por fim, a vereadora chamou atenção da prefeitura para a situação das areias das praças, principalmente na da Matriz. Ela afirmou que no verão as crianças fazem uso da praça e que a areia é velha e suja. Outro fator que oferece risco a saúde das crianças, são as fezes de cachorros encontradas no local. A Rádio Missioneira já realizou enquetes e entrevista sobre o que os pais pensavam a respeito desses espaços. 



Galeria da Notícia

flicker

Facebook