Ponte internacional e aeroporto regional de Santo Ângelo são demandas coesas e prioritárias

Foto: Karin Schmidt/Divulgação AMM - Fonte: Assessoria de Imprensa - Autor: Karin Schmidt
21 Abril 2017 05:04:59

O Conselho Regional de Desenvolvimento das Missões (Corede Missões), em parceria com a Associação dos Municípios das Missões (AMM), promoveram o seminário de Apresentação e Validação do Planejamento Estratégico Regional das Missões (2015/2030), no dia 19/04, no auditório da Associação, em Cerro Largo.

O presidente do Corede Missões, José Cláudio Lourega Reis, abriu os trabalhos. ?Estamos aqui para explicar a forma de elaboração, mas principalmente os projetos e demandas missioneiras que estão inseridas neste planejamento estratégico, que está em fase de conclusão. O que precisamos na região é trabalharmos em conjunto, unindo forças; por isso estamos aqui com a AMM, exaltou reis ao enfatizar: ?o Corede Missões sempre está atento a todas as reivindicações missioneiras?.

Instrumento de apoio

As principais demandas da região foram elencadas pela equipe técnica da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, campus URI-Santo Ângelo, integrada pela diretora administrativa, Berenice Wbatuba; Luiz Cláudio Ortiz; Daniel Claudy da Silveira e Rômulo Madrid de Mello. ?A intenção do planejamento estratégico é demonstrar o caminho que a região pode e deve seguir até 2030, como um instrumento de apoio ao desenvolvimento e à gestão?, ressaltou o professor Ortiz.

Ele evidenciou que a metodologia de construção do plano é oriunda de um diagnóstico do Fórum envolvendo os 28 Coredes RS, da Federação de Economia e Estatística (FEE) e do governo do Estado. ?É uma construção conjunta com a sociedade, embasada no que foi ouvido nas plenárias municipais, regionais e nas macrorregionais?, acrescentou Luiz Claudio Ortiz.

Missão da AMM

Presidente da AMM e prefeito de Entre-Ijuís, Brasil Antonio Sartori salientou que o planejamento estratégico será de grande valia também como complemento na elaboração plano plurianual, que já está sendo iniciado nos municípios missioneiros. ?A Associação dos Municípios das Missões tem como missão viabilizar alternativas e recursos para qualificar melhorias na vida do cidadão missioneiro, em todos os setores, seja saúde, educação, infraestrutura, agricultura, turismo e outros. Esta parceria com o Corede Missões vem a somar muito para o desenvolvimento estratégico dos 26 municípios missioneiros?, afirmou Brasil Antonio Sartori. Ele agradeceu a presença dos colegas prefeitos, secretários municipais, vereadores, representantes de universidades, iniciativa privada, governo do Estado, e demais participantes do seminário.

Compromisso do Estado

Representando o governo do Estado do RS, esteve presente o Coordenador Geral Participação e Consulta Popular, Teonas Baumhardt. Ele disse que o planejamento estratégico tem que servir para balizar ações dos governos municipais, da região como um todo e também ao governo Estado. ?Conforme entendimento com o governador José Ivo Sartori, assim que tivermos em mãos todos os 28 planejamentos, extrairemos os principais projetos de cada região e designaremos para deliberação aos respectivos secretários estaduais?, assegurou Baumhardt.

Demandas macrorregionais

Conforme relatou a equipe da URI, a ponte internacional Brasil/Argentina e o aeroporto regional de Santo Ângelo, foram definidas como prioritárias pelos quatro Coredes Macrorregionais (Missões, Fronteira Noroeste, Celeiro e Noroeste Colonial). Acessos asfálticos aos municípios e sítios arqueológicos missioneiros; qualidade do sistema de telecomunicações; construção e manutenção da terceira pista da BR 285 e da ERS 344; ampliação dos serviços no hospital Santo Ângelo; construção de uma unidade de oncologia de alta complexidade; educação e empreendedorismo no campo; sinalização turística; potencializar ações na pecuária de corte e leiteira; sucessão familiar rural; economia solidária, entre outras, também estão entre as demandas da região das Missões.



Galeria da Notícia

flicker

Facebook